Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Este texto foi publicado no Diário de Notícias, no dia 27 de Março de 2022.

No passado dia 9, o Centro ISOPlexis da Universidade da Madeira (UMa) apresentou no auditório da Reitoria, no edifício do Colégio dos Jesuítas, no Funchal, o "Manual Técnico da Macieira". A cerimónia contou com a presença do Secretário Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Dr. Humberto Vasconcelos, da Vice-Reitora da UMa, Professora Doutora Elsa Fernandes e do Coordenador do ISOPlexis – Centro em Agricultura Sustentável e Tecnologia Alimentar, Professor Doutor Miguel Ângelo Carvalho, contando com uma plateia bem composta constituída pelo Director Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Engenheiro Paulo Santos, produtores, técnicos, investigadores, dirigentes e demais interessados pela cultura da macieira. Esta publicação surge na sequência de um trabalho realizado durante três anos iniciado em 2018, onde se procedeu à entrevista dos produtores responsáveis por pomares de macieira e à recolha, identificação e caracterização das árvores das variedades regionais. Para concretizar este livro e no âmbito do projecto do PRODERAM "Caracterização dos Principais Recursos Genéticos Vegetais Tradicionais e Estratégicos da RAM", teve a colaboração da Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SRA) através da Direcção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DRA), da Associação de Jovens Agricultores da Madeira e Porto Santo e da Associação dos Produtores de Sidra da RAM. Por publicar e em datas a anunciar, estão ainda os manuais técnicos da anoneira, batata-doce, cebola e do maracujazeiro. O "Manual Técnico da Macieira" encontra-se disponível no formato em papel com uma tiragem de 3.000 exemplares, que pode ser solicitado através do email isoplexis@uma.pt, e no formato digital acessível por via da página de internet do ISOPlexis. Os autores deste manual são: Gonçalo Antunes (ISOPlexis), Graça Freitas (SRA/DRA), Gregório Freitas (ISOPlexis), Humberto Nóbrega (ISOPlexis), Isabel Tomás Freitas (SRA/DRA), Manuel Neto (CDISA), Miguel Rodrigues (SRA/DRA), Luís Miguel Dantas (SRA/DRA), Rui Nunes (SRA/DRA) e Miguel Ângelo Carvalho (ISOPlexis).

manual_tecnico_macieira_capa_DR.jpg

(Direitos Reservados)

O "Manual Técnico da Macieira" com 51 páginas está dividido pelos seguintes tópicos: "Introdução", "Recursos Genéticos da Macieira", "Fichas de Caracterização das Variedades", "A Poda da Macieira", "Fitossanidade na cultura da Macieira", "Bibliografia", "Sites consultados" e "Origem das fotos e/ou texto de fitossanidade". Na "Introdução" faz-se um breve histórico da cultura da macieira desde o povoamento do Arquipélago da Madeira até meados do século XX. Refere-se que na obra "Fomento da Fruticultura na Madeira" (1947, reeditada em 2018 pela Direcção Regional da Cultura da Madeira), Joaquim Vieira Natividade já enaltecia a diversidade varietal regional desta cultura, considerando que «o que se passa com as variedades de macieira constitui seguramente caso único na fruticultura mundial». No capítulo "Recursos Genéticos da Macieira" fica-se a saber que o trabalho de campo permitiu a elaboração de um inventário de 134 formas cultivadas de maçãs e peros, do qual fazem parte as dez variedades regionais registadas no Catálogo Nacional de Variedades (CNV): maçãs "Barral" e "Cara de Dama" e os peros "da Ponta do Pargo", "Domingos", "Calhau", "Branco", "da Festa", "Focinho de Rato", "Vime" e "Bico de Melro". Nas "Fichas de Caracterização das Variedades" registadas no CNV encontramos informação variada como os sinónimos, os locais de ocorrência, o aspecto da árvore, as épocas de floração, de maturação, o tipo de propagação, as características botânicas e físicas do fruto, as características pós-colheita e os usos (em fresco e/ou transformado), bem como um elucidativo gráfico com indicação dos meses e dos estados fenológicos da planta e um outro que relaciona os meses do ano com as épocas de plantação/enxertia, adubações, poda e tratamentos de Inverno e de Verão. "A Poda da Macieira" merece destaque por ser uma prática cultural fundamental para o desejado equilíbrio entre a frutificação e a vegetação, com o intuito de ter uma produção regular, quer em qualidade, quer em quantidade, com diminuição dos custos. Os tipos de poda, formação (nos primeiros três a quatro anos após a plantação), frutificação ou de Inverno e a de rejuvenescimento (nas árvores "velhas" ou abandonadas) são explicados com recurso a esquemas de poda. "A Fitossanidade na cultura da Macieira" mostra as principais pragas e doenças que comprometem seriamente as produções e as próprias plantas, recomendando os tratamentos com os produtos fitofarmacêuticos (conhecidos entre nós por "remédios") autorizados, entre outras medidas de controlo.

Em suma, o "Manual Técnico da Macieira" é um livro de bolso com o essencial da informação sobre a cultura da macieira no Arquipélago da Madeira e que é de consulta obrigatória para agricultores, técnicos, investigadores e por todos aqueles que gostam de maçãs!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2022

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!