Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





A Agricultura não pára!

por Agricultando, em 29.03.20

Este texto foi publicado no Diário de Notícias, no dia 29 de Março de 2020.

Nestes dias incertos, mas de esperança que tudo vai correr bem se fizermos a nossa parte, é inevitável falar do Covid-19. Quase todos tivemos de parar de fazer o que era o dia-a-dia e ficar em casa, quando até há um par de semanas nos queixávamos do tempo que passava a correr, e agora num repente, até parece que sobra tempo! E não é só a doença que nos preocupa, é a economia que também começa a "adoecer". Na agricultura, e porque as plantas e as árvores de fruto se tratam de seres vivos que o agricultor cuida todos os dias para deles tirar produção e sustento, o quotidiano mudou, mas não tanto, pois é preciso semear, regar, sachar, fertilizar, proteger as culturas das pragas e doenças e colher. O mesmo raciocínio de trabalho permanente deverá ser feito para a produção animal, seja de carne, leite ou ovos. Como precisamos de comer várias vezes ao dia, se nas refeições incluirmos hortofrutícolas de origem regional, tanto melhor, visto que são mais frescos e como tal, têm mais qualidade que aqueles que vêm de destinos longínquos. Além dos supermercados, onde nos podemos prover de frescos, existem lojas nos mercados municipais da Região e os "Mercado dos Agricultores" dos Centros de Abastecimento Hortícola dos Canhas e Hortofrutícola dos Prazeres geridos pela Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural (SRA) através da Direcção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DRA), entre outros estabelecimentos de venda a retalho, que continuam de portas abertas, embora condicionados no horário de funcionamento e no acesso ao interior dos recintos.

A necessidade aguça o "engenho e arte" no sentido de dar resposta às restrições de circulação de pessoas devido ao Covid-19, pelo que têm surgido algumas soluções de carácter privado e público para que nada falte em termos de produtos agrícolas frescos e outros derivados. No privado, dou aqui o exemplo de uma empresa, a Freshbio que comercializa hortofrutícolas de produção própria e transformados biológicos que sempre forneceu cabazes ao domicílio e que, nos últimos dias, apesar de ter reforçado as entregas, chegou ao ponto de não poder dar mais resposta a tantos pedidos de encomenda. Contudo, resolve o problema de muitas famílias que de outro modo tinham de sair de casa para conseguir aqueles produtos. No público, ilustro com uma iniciativa do Município do Funchal, "Mercado em Casa", que vai permitir entregar nas habitações dos mais velhos, legumes e frutas adquiridos nas lojas dos Mercados dos Lavradores e da Penteada, sendo o transporte gratuito assegurado pela autarquia. Os interessados deverão pedir as encomendas e obter mais informações pelo telefone 291214083 das 9h00 às 12h00. Esta medida proporciona o escoamento dos produtos nos estabelecimentos, mantendo a montante o fornecimento por parte dos agricultores e garantindo frescos a quem tem mais dificuldade e risco de sair da sua residência. Ainda no público, o Governo Regional da Madeira decidiu comprar vários produtos lácteos às agro-indústrias locais, até um valor de 120.000 euros, para serem posteriormente redistribuídos por instituições de solidariedade social. O Mercado Abastecedor de São Martinho, no Funchal, que pertence à rede de Centros de Abastecimento Agrícola da Madeira sob gestão da SRA por meio da DRA, é um mercado grossista aonde muitos comerciantes dos Mercados Municipais do Funchal e do retalho dos concelhos do Funchal, Câmara de Lobos, Santa Cruz e Machico, adquirem os produtos agrícolas. Este Mercado continuará a operar no seu horário habitual, dadas as quantidades ali transaccionadas, embora o acesso à nave principal daquele mercado esteja restringido, assim como os clientes dos postos fixos, que só podem entrar pelas portas do exterior da nave.

Sei que existem outras propostas no âmbito agrícola com o mesmo propósito, de fazer chegar à sua casa o que precisa, quer na Madeira, quer certamente no Porto Santo, mas dada a falta de espaço decidi trazer estes três exemplos. Cabe a si, caro leitor, informar-se do local ou locais de venda mais próximos do seu domicílio, para que tenha sempre os nossos produtos agrícolas frescos e de excelência à sua mesa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2020

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!