Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Santo António, o da boa espetada!

por Agricultando, em 26.01.14

Este texto foi publicado no dia 26 de Janeiro de 2014, na revista "Mais" do Diário de Notícias.

A segunda série de textos do "Agricultando" assinala neste domingo três anos de artigos mensais sobre agricultura e gastronomia regionais na vertente da hotelaria e restauração. Nunca é demais recordar que o sector do turismo beneficia directa e indirectamente da singular paisagem agrícola humanizada, do saber-fazer do Agricultor madeirense e da genuinidade dos produtos agrícolas locais. Os mil e um climas que se encontram na Madeira, o relevo e a altitude, as encostas norte e sul da Ilha, proporcionam o cultivo de hortofrutícolas de climas tropical, subtropical a temperado, tornando a gastronomia da Região ainda mais diversificada. Segundo o mais recente Recenseamento Agrícola de 2009, a população agrícola familiar constituída pelo produtor agrícola e pelos elementos do seu agregado familiar rondava as 41.000 pessoas, cerca de 15 por cento da população da Madeira e do Porto Santo. As explorações agrícolas madeirenses dedicadas à agricultura familiar representam 99 por cento, sendo que mais de três quartos têm uma área agrícola útil inferior a 5.000 metros quadrados (meio hectare). Neste ano em que se celebra o Ano Internacional da Agricultura Familiar promovida pela FAO, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, os números atrás mencionados assumem uma importância especial. De acordo com aquela instituição, este tipo de agricultura contribui para a soberania alimentar, a preservação da biodiversidade agrícola e das tradições alimentares locais, a dinamização da economia regional e o bem-estar das populações. Cabe a nós, como consumidores, termos a consciência de adquirir e utilizar os nossos produtos agrícolas no dia-a-dia, bem como exigir a sua inclusão nos pratos preparados pela restauração, pois dessa forma além de usufruirmos da frescura e qualidade destes alimentos, estaremos a criar riqueza entre nós. O Restaurante Santo António (telefone 291910360, com página no facebook), localizado na Estrada João Gonçalves Zarco, número 656, freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, concelho de Câmara de Lobos, é um exemplo que a nossa gastronomia deve contar sempre com os produtos da terra. Fundada em Dezembro de 1966 por José Silvestre de Jesus, os seus filhos, Agostinho Isidro e Manuel Silvestre deram continuidade a esta casa que tem o nome do Santo Padroeiro de Lisboa e da Quinta que outrora existiu, onde agora está construído o restaurante. A título de curiosidade, refira-se que a Quinta de Santo António foi o primeiro prédio daquele sítio. Como restaurante típico, a entrada de eleição é o bolo do caco com manteiga de alho. Os pratos principais são a espetada de vaca com e sem osso, a costeleta de vaca e o bacalhau na brasa. O milho frito, a batata frita caseira com alho e orégãos e a salada com alface, tomate e pepino, muito bem temperada, são acompanhamentos indispensáveis. A terminar a refeição, o delicioso e refrescante pudim de maracujá ou o pudim de natas. A preferência pelos produtos regionais como a alface, o tomate, a cebola, o pepino, a semilha (regionalismo para batata), o abacate, o maracujá, entre outros e as carnes, é condição necessária para o aprimorar das iguarias ali servidas, bem ao gosto do residente e do forasteiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!