Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Regresso ao que esteve sempre por aqui!

por Agricultando, em 27.09.15

Este texto foi publicado no dia 27 de Setembro de 2015, na revista "Mais" do Diário de Notícias.

No mês do regresso às aulas, vem a propósito recordar aqui a Resolução número 513/2015 do Conselho de Governo reunido a 2 de Julho, onde no primeiro ponto, determinou que “os serviços integrados na administração directa, indirecta e sector empresarial da Região Autónoma da Madeira, aquando da fixação das especificações técnicas dos cadernos de encargos nos procedimentos contratuais para a aquisição de géneros alimentícios para confeccionar ou para refeições confeccionadas, devem dar preferência a produtos agrícolas e agro-alimentares frescos [que serão valorados nos critérios de adjudicação dos procedimentos contratuais] ou transformados que se integrem no preceito das cadeias de abastecimento curtas”. Esta Resolução abrange ainda toda a entidade que “(...), por qualquer meio, receba apoios financeiros do Governo Regional que visem o fornecimento de géneros alimentícios, seja para confeccionar ou confeccionados, está obrigada à mesma orientação referida no n.º 1 da presente Resolução”. Por outras palavras, há uma preocupação por parte do Governo Regional da Madeira para que as escolas, os lares, entre outras instituições, quer públicas, quer privadas (que tenham ajuda financeira pública para preparar ou comprar refeições), adquiram hortofrutícolas e seus derivados de origem local, pois terão um maior grau de frescura e qualidade, com benefícios para a saúde dos usufruidores. Os efeitos multiplicadores desta medida para os Agricultores madeirenses serão também significativos a curto e médio prazos, pois aumentarão a procura e o consequente escoamento das suas produções agrícolas, bem como a área de cultivo, fixando as populações no meio rural e criando riqueza entre nós. Ao longo do ano consumir-se-á as verduras e frutas da estação, mais frescas e apetecíveis, sendo para os alunos dos vários níveis de ensino uma excelente forma de educação para a cidadania. Para que isso aconteça, deverá haver sensibilização dos docentes e de outros intervenientes externos à escola que façam passar a mensagem. Aqueles que serão as mulheres e os homens de amanhã defenderão o que é de cá, porque desde cedo aprenderão e sentirão que essa atitude será boa para a saúde de cada um e para a "saúde" agrícola da Região!

O Restaurante Gavião Novo (telefone: 291229238, com página no facebook) localizado na Rua de Santa Maria, número 131, freguesia de Santa Maria Maior, concelho do Funchal, principiou a actividade em Abril de 2000 (num Domingo de Páscoa). Os proprietários Betty e Ricardo Ruel escolheram Gavião por haver muitos barcos de pesca com essa designação e acrescentaram "Novo" para diferenciá-lo de uma outra casa da Zona Velha que na altura vendia frango no churrasco. As especialidades deste Restaurante são o peixe e o marisco. Logo nas entradas, encontramos umas deliciosas ovas de espada (típicas desta época) com molho vinagrete ou uma dose de lapas grelhadas. Nos pratos principais, o "peixe do dia" pode contemplar uma garoupa, um bodião, um sargo, ou um peixe porco grelhados com semilha [regionalismo para batata] com casca em palitos grossos e legumes. Se não passa sem um prato de carne, encontrará a solução num bife de filete acompanhados com diversos molhos: de cogumelos ou com queijo "Roquefort" ou de pimenta verde, com batata frita e legumes. Nas sobremesas, o tiramisu, os pudins de maracujá e caramelo e a fruta da época, adoçarão o seu paladar. O Gavião Novo faz sempre questão de ter produtos agrícolas locais como a semilha, o tomate, a cebola, o alho francês, o agrião, a abóbora amarela, o alho, a salsa, entre outros, porque fazem toda a diferença pela qualidade inerente, mesmo que se pague por vezes um pouco mais que o habitual. Quanto ao peixe e ao marisco, além do que é capturado nos mares da Região, conta todas as semanas com amêijoas algarvias, camarões de Espinho, percebes, santola, sapateira, lavagante e outros.

Em breves palavras, no Gavião Novo encontra o frescor dos produtos da terra e do mar, assim como o saber-fazer das receitas caseiras da mãe de Ricardo Ruel, que desejará repetir!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:09



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!