Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O "Pêro Domingos"

por Agricultando, em 14.09.08

Este texto foi publicado no dia 14 de Setembro de 2008, na revista "Mais" do Diário de Notícias. Antes de caracterizar a variedade regional "Domingos", quero esclarecer que a diferença entre pêro e maçã, está na relação entre a altura e o diâmetro do fruto. Quando este é mais alto que largo, é um pêro. Quando o mesmo é mais largo que alto, é uma maçã. Mas ambos são maçãs, podendo considerar-se a denominação pêro, como um regionalismo que diferencia um fruto "alto" de outro "achatado". Esta distinção também está explicada no "Elucidário Madeirense" do Pe. Fernando Augusto da Silva e Carlos Azevedo de Meneses, acrescentando-se que “(...) As melhores maçãs vêm da Camacha, de Santo António da Serra e doutras localidades altamente situadas da ilha, ao passo que os pêros se encontram por toda a parte, sendo alguns deles bastante saborosos depois de maduros”. No relatório de estágio de 1996 do Engenheiro Agrícola Adriano Maia da Direcção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DRADR), para ingresso na carreira técnica superior e segundo informação do Prof. Manuel "Neto", Presidente da Junta de Freguesia do Jardim da Serra, concelho de Câmara de Lobos, este pêro foi introduzido há muitos anos naquela freguesia, por um comerciante de fruta chamado Domingos. Conta-se que certo dia, encontrou uns frutos saborosos e aromáticos, numa pequena macieira, no Lugar da Serra, freguesia de Campanário, concelho da Ribeira Brava, colheu-os em Novembro/Dezembro e guardou-os, tendo constatado que, se conservaram muito bem até à Páscoa. Desde então, o "Pêro Domingos" foi propagado por enxertia e actualmente encontra-se em muitas freguesias da Madeira, embora ainda predomine no Jardim da Serra. Os técnicos da DRADR de há uns tempos a esta parte, recomendam esta variedade para os novos pomares de macieira, por ser produtiva e ter escoamento garantido no mercado regional. Colhidos habitualmente em Novembro, os frutos maduros apresentam uma coloração vermelho-alaranjado, polpa suculenta e firme, de sabor e aroma únicos, conservando-se por 4 a 5 meses. No que concerne à fitossanidade, considera-se o "Pêro Domingos" resistente. Por vezes, as pragas mais frequentes são o bichado da fruta, os ácaros e os afídeos e, as doenças mais comuns são o oídio, que surge na rebentação nova e ocasionalmente o pedrado. Este fim-de-semana e no próximo, decorrem dois eventos alusivos a estes frutos. São respectivamente, a XVIII Mostra da Sidra no Santo da Serra e a XXIV Festa do Pêro na Ponta do Pargo, organizados pelas devidas Casas do Povo. São excelentes oportunidades para nos inteirarmos das tradições e costumes locais associados à cultura da macieira, das técnicas culturais mais recentes promovidas pelos serviços oficiais e, nos deliciarmos com os pêros e seus derivados e iguarias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:57


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Lília a 18.09.2008 às 14:10

Guardei da infância o cheiro, o sabor e o nome de três tipos de pêros: o "pêro rato", o meu preferido, de sabor maravilhoso e muito rijo, alto e de forma quadrada; o "perinho rajado", muito pequenino, rajado de vermelho, o primeiro a aparecer e muito tenro, a desfazer-se numa dentada; e o "Pêro vime", de forma bicuda e um pouco mais ácido, mas também muito bom quando maduro. Lembro-me de outros, mas esqueci-me dos nomes. E de todos tenho saudades, agora os pêros do supermercado são todos iguais e sem sabor nenhum.
Imagem de perfil

De Agricultando a 24.09.2008 às 22:37

Lília,
Agradeço mais uma vez as suas palavras e os seus conhecimentos. A nossa terra é muito rica em variedades de pêros ou maçãs. Concordo consigo, quando diz que nos supermercados, é tudo muito igual e são "mais olhos que barriga".
Sem imagem de perfil

De Vitor Frade a 01.02.2010 às 22:17

Bons dias!
Descobri este post antigo nas minha pesquisas na net acerca dos pêros. Nem sabia que existiam tantas variedades! Andei a pesquisar pois gostaria de plantar um no mei quintal (um ou vários!) Agora não faço a minima ideia onde os encontrar para adquirir. O mais próximo que consegui chegar foi à Maçã Bravo Esmolfe. Ja adquiri e plantei uma delas, mas pela descrição gostaria mesmo era de um ou vários desses famosos pêros madeirenses!
Resta dizer que habito na região de Aveiro, Portugal Continental. Se alguem me puder orientar para onde conseguir umas plantas jovens desses peros, agradecia imenso. Tenho um amigo ai na madeira que está disponivel para me mandar isso para cá, mas não sabe onde as procurar!
Obrigado!
E já agora...Interessantíssimo Blog!
Imagem de perfil

De Agricultando a 03.02.2010 às 23:14

Sr. Vítor Frade,

Como vê, estou a responder-lhe aos seus comentários no blogue e já tive oportunidade de retribuir o seu email.
Mais uma vez, obrigado pelas suas palavras de incentivo!
Um abraço!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!