Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Germobanco Agrícola da Macaronésia

por Agricultando, em 26.05.08

Este texto foi publicado no dia 25 de Maio de 2008, na revista "Mais" do Diário de Notícias. O significado de Germobanco Agrícola, pode ser resumido em poucas palavras como "banco de sementes e plantas" de interesse agrícola, isto é, um "local" onde estão "guardadas" e plantadas as melhores culturas regionais. Este projecto engloba diversas entidades das regiões da Madeira, Açores e Canárias e visa sobretudo, proteger a biodiversidade da agricultura tradicional da Macaronésia. Neste "agricultando", incidiu-se apenas no Germobanco respeitante à Madeira. Ao longo dos tempos, o Homem introduziu nestas ilhas, culturas que adaptaram-se às características do solo e do clima e, dada a resistência genética das mesmas, continuam a existir. O agricultor madeirense foi quem conservou as melhores sementes de diversos cultivos, passando-as de geração em geração. No entanto, sem um trabalho de recuperação, conservação, caracterização e aperfeiçoamento, as mesmas poderiam desaparecer devido a diversos factores. Graças ao Germobanco Agrícola, cujos parceiros regionais são a Associação de Agricultores e a Universidade da Madeira em colaboração estreita com as congéneres açorianas e canarianas, fizeram já um trabalho de inventariação e caracterização de espécies autóctones, endémicas e adaptadas, destacando-se os alhos, as favas, as ervilhas, as lentilhas (muito cultivadas no Porto Santo), os feijões e as figueiras. A selecção e saneamento de variedades regionais de batata doce, cebola, cerejeira e macieira são importantes, pois estas ao serem fornecidas aos agricultores, irão garantir boas produções e consequente aumento dos seus rendimentos. A conservação de fruteiras com interesse regional como as pereiras, os pereiros e os pessegueiros é outra das prioridades, pois as mesmas estão adaptadas às condições climatéricas locais. Aqui, a Direcção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural e outrora, a Estação Agrária da Madeira, realizaram um trabalho fundamental na selecção das melhores variedades de cada espécie frutícola. A experimentação e a multiplicação de culturas como o trigo e o milho são outras das vertentes deste estudo, pois estas têm uma grande multifuncionalidade. São usadas na alimentação humana e animal e os restos das suas culturas têm várias aplicações, quer no próprio solo, quer por exemplo, na arquitectura tradicional. Todos estes trabalhos levados a cabo e em curso, têm como meta, assegurar às gerações vindouras, o que de melhor a Madeira tem em termos agrícolas e que são únicos no Mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!