Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A cana-de-açúcar

por Agricultando, em 31.03.08

Este texto foi publicado no dia 30 de Março de 2008, na revista "Mais" do Diário de Notícias. Na Madeira, a cana-de-açúcar tem as melhores condições de cultivo na costa sul até aos 300 metros de altitude e na encosta norte até aos 150 a 200 metros. Existe sobretudo nos concelhos da Ponta do Sol (freguesias da Ponta do Sol e dos Canhas), Calheta (freguesias do Arco da Calheta, Calheta e do Estreito da Calheta), Ribeira Brava (freguesias de Campanário e da Tabua), Machico (freguesias de Machico e do Porto da Cruz) e Santana (freguesia do Faial). Na Região, a plantação é realizada de finais de Fevereiro até Maio no sul e de Abril a Junho no norte. As variedades mais utilizadas são a "POJ 2725" de cor roxa e a "NCO 310" de cor verde-rosada, usando-se também variedades regionais como a "Yuba" e a "Canica". Um ano após a plantação, a cana-de-açúcar é colhida, desde meados de Abril até meados de Julho. Oriunda da China e da Índia, foi plantada pela primeira vez na Madeira em 1425, tendo as estacas vindo da Sicília por ordem do Infante D. Henrique. O açúcar madeirense de excelente qualidade era destinado à corte nacional e congéneres europeias e prosperou até meados do século XVI, altura em que o açúcar do Brasil (introduzido por madeirenses) e das colónias espanholas, surgiu em grande quantidade na Europa. Nos séculos XVII e XVIII instala-se a crise no sector sacarino, ganhando novo fôlego, quando a vinha é destruída pela "mangra" (designação regional para oídio) na década de 50 do século XIX, substituindo-se muitos vinhedos por canaviais. As obras "As Saudades da Terra" e o "Elucidário Madeirense" assinalam estas referências históricas. No século passado, com o fecho do Engenho do Hinton no início dos anos 90, a área de cana-de-açúcar na Madeira reduz-se drasticamente. Para incentivar o seu cultivo, a então Secretaria Regional de Agricultura, Florestas e Pescas resolve, em meados dos anos 90 do século XX garantir um preço fixo ao produtor, situação que se tem mantido até hoje. A cana sacarina depois de processada, dá origem ao mel de cana (destacado neste blogue no mês passado), que é amplamente utilizado na nossa doçaria (bolo de mel, broas de mel) e como acompanhamento em "sonhos", "mal-assadas" e, à aguardente de cana, que serve de base a bebidas típicas como a conhecida "poncha" e os licores. Para continuar a promover e a divulgar esta cultura e os seus derivados, está prevista a realização da III Feira da Cana-de-Açúcar, na segunda quinzena de Abril, no Mercado dos Agricultores da freguesia dos Canhas, concelho da Ponta do Sol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:01



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!