Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Este texto que deveria ter sido publicado na revista "Mais" do Diário de Notícias da Madeira de 29 de Dezembro de 2013, por razões excepcionais relacionadas com o planeamento dessa edição, foi incluído na revista "Mais" de 5 de Janeiro de 2014.

Neste tempo da Festa, onde há mais tempo para cozinhar e conviver com a família e amigos, é bom recordar a gastronomia da Madeira e do Porto Santo. Importa salientar que os pratos e outras iguarias confeccionadas ao longo de gerações, surgiram da necessidade da maioria da população em alimentar-se bem para fazer face a um dia de trabalho na fazenda ou nas lides da casa e, da disponibilidade local dos produtos da terra e do mar. Entretanto, com as alterações socioeconómicas e tecnológicas que aconteceram sobretudo a partir de meados dos anos 50 do século passado, perdeu-se um pouco a transmissão oral e prática da nossa cozinha, que acontecia de pais para filhos até então. Felizmente, existem pessoas e entidades que procuram passar para o papel este património cultural popular que de outro modo, perder-se-ia para sempre. Um desses exemplos é a Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira que lançou até à data dois livros, "Sabores – Receitas Tradicionais Madeirenses" em 2003 e "Maravilhas da Gastronomia Madeirense" apresentado no início de Dezembro de 2013. O primeiro livro "Sabores – Receitas Tradicionais Madeirenses" contou com o Chefe de Cozinha Júlio Pereira como autor. Nas 93 páginas desta publicação, percorrem-se os 11 concelhos da Região, com três pratos por município constituídos por sopa, prato principal e sobremesa. Como sugestões, podemos apreciar a sopa de castanhas da freguesia do Curral das Freiras (Câmara de Lobos), a sopa de abóbora e feijão do Porto Moniz, o caldo de romaria de São Vicente, a sopa de tomate e cebola do Funchal, passando pelo caldo de semilhas (regionalismo para batatas) com conduto de carne de porco da Ribeira Brava, a carne de cabra salgada e seca da Calheta, a carne da noite de Santana, a carne frescal de Santa Cruz e o coelho de Porto Santo, acabando este possível roteiro gastronómico com um bolo doce da Ponta do Sol e umas panquecas de abóbora de Machico. Mas há mais para consultar num total de 33 receitas. A segunda obra recentemente editada, "Maravilhas da Gastronomia Madeirense" conta com a coordenação do Vice-Presidente da direcção da Confraria Gastronómica da Madeira, Alcides Nóbrega. Trata-se de uma publicação bilingue (em português e inglês) com 122 páginas, 90 receitas e uma tiragem de 4.000 exemplares. Aqui, reforça-se a importância de se cozinhar os nossos pratos, iguarias e até bebidas, com os nossos produtos. Na nota do editor do livro diz-se mesmo que “(...) Um bom vício é ir aos mercados, talho, praça do peixe, à horta e escolher produtos frescos, regionais, e aí temos os ingredientes necessários para confeccionarmos refeições saborosas”. Além dos manjares que representam a gastronomia tradicional e contemporânea (como exemplo, um "risotto" com espada), há uma página que enuncia os objectivos da Confraria Gastronómica da Madeira, assim como uma descrição do traje dos confrades. O prefácio é da autoria do Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais e a introdução é assinada pelo Historiador Alberto Vieira, que de uma forma concisa diz que “(...) Hoje a nossa culinária é herdeira dessa herança cultural dos colonos europeus, das aportações dos forasteiros e rotas marítimas”. Acrescentaria que essa herança de séculos associada ao saber-fazer do nosso antepassado e aos produtos agrícolas locais foram determinantes para definir a gastronomia da Madeira, como algo de único e autêntico. A terminar, caro leitor, resta-me desejar-lhe a continuação de Boas Festas e um 2014 com muita saúde!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!