Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Julho, o mês da Feira

por Agricultando, em 26.07.15

Este texto foi publicado no dia 26 de Julho de 2015, na revista "Mais" do Diário de Notícias.

Dos certames agrícolas realizados na Região, a Feira Agro-Pecuária do Porto Moniz, também conhecida como "Feira do Gado" ou simplesmente Feira, é o mais antigo, a par com a Exposição da Festa da Flor. Este ano alcançou-se a 60.ª edição, tendo sido a primeira organizada pela Secretaria Regional de Agricultura e Pescas através da Direcção Regional de Agricultura, de acordo com a orgânica e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira empossado no pretérito dia 20 de Abril. Nos três dias deste evento que se realizam habitualmente no primeiro fim-de-semana de Julho, é possível visitar os pavilhões dos serviços oficiais, das empresas que comercializam os factores de produção agrícola e animal, e de equipamentos agrícolas, da indústria agro-alimentar, das associações dos agricultores e dos jovens agricultores representadas a nível institucional e por meio dos seus associados que apresentam e vendem as suas produções, entre outros. É um ponto de encontro entre agricultores, técnicos e agentes comerciais, que ali num espaço único podem acompanhar de perto as novidades do sector. Ao longo dos anos e porque o convívio é essencial para o fortalecimento deste tipo de mostras, o visitante dispõe de barraquinhas de comes e bebes no recinto da Feira Agro-Pecuária e em redor deste, onde pode saciar a fome e a sede num ambiente de arraial. De tudo o que se pode ver por lá, a charola e a zona de exposição de animais serão certamente as mais fotografadas e filmadas, pois causam admiração e regozijo junto das crianças e dos adultos. Tudo indica que nos próximos tempos e de uma forma faseada, o recinto e as estruturas que constituem a "Feira do Gado" serão renovadas, pois há muito tempo que as actuais instalações necessitam de uma intervenção profunda, no sentido de melhor acolher, quer os expositores oficiais e privados, quer sobretudo o visitante madeirense (residente e da diáspora) e o turista.

O Restaurante Pólo Norte (telefone: 291853322, com página no facebook) situado na Vila, freguesia e concelho do Porto Moniz, iniciou a sua actividade a 13 de Maio de 1986 por iniciativa dos pais dos actuais proprietários, os irmãos Sandra e Miguel Gouveia. No princípio, o nome desta casa era Apolo Norte mas com o tempo, os clientes habituaram-se mais ao nome de Pólo Norte e assim ficou até ao presente. De cariz familiar, a comida aqui servida mostra o melhor que aquela localidade nortenha tem. Para abrir o apetite, umas lapas grelhadas ou uma salada de frutos do mar. Depois, chegados ao prato principal um bodião grelhado ou um polvo à lagareiro, ou se preferir a carne, a espetada em pau de louro ou o bife à Pólo Norte com cogumelos, presunto e molho de natas com Vinho Madeira. No desfecho do repasto, uma tarte de banana ou o sempre fresco pudim de maracujá. Este restaurante faz questão de cultivar alguns dos produtos agrícolas que utiliza na sua cozinha. A alface, o tomate, o feijão maduro e a vaginha [regionalismo para feijão verde], a maçaroca, a abóbora tenra, as ervas aromáticas, entre outros, são produzidos em terrenos pertencentes à família Gouveia, sendo que compram a semilha [regionalismo para batata] e a cenoura aos seus vizinhos. O peixe é fresco e de origem regional e alguns como a garoupa e o bodião são até pescados localmente.

Em suma, o Pólo Norte do Porto Moniz faz aquilo que deve ser feito, usar os nossos produtos da terra e do mar para contribuir para o escoamento das produções locais e consequente dinamização comercial, e principalmente para satisfazer o residente e o turista que procuram os aromas e sabores de cá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!