Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um Chão de fartura

por Agricultando, em 27.05.12

Este texto foi publicado no dia 27 de Maio de 2012, na revista "Mais" do Diário de Notícias. É sabido que dois terços da Madeira são parte integrante do Parque Natural da Madeira, com predominância para a costa norte, nomeadamente os concelhos do Porto Moniz, São Vicente e Santana. O primeiro destes municípios é aquele que apresenta a maior percentagem de área protegida, pois 84 por cento do seu território é Parque Natural. Ali podemos contemplar a imponente Laurissilva, floresta indígena classificada pela UNESCO como património mundial natural em harmonia com os poios cultivados ao longo de gerações. Agricultura e floresta convivem lado a lado, complementando-se uma à outra, quer em termos paisagísticos, quer humanos. Outrora, era da floresta que se retirava a lenha que "alimentava" os fogões e os fornos de pão, além de usar-se a madeira para utilização agrícola, como é o caso da construção de latadas. Um dos lugares onde se observa esta sã convivência da floresta com a vertente agrícola, é o sítio do Chão da Ribeira, situado na parte alta da freguesia do Seixal, concelho do Porto Moniz. Subindo para o Chão da Ribeira, o Restaurante Laurissilva (telefone: 291854007, com página no facebook), encontra-se no final da estrada que está alcatroada. Ao chegar lá, depara-se com uma casa de madeira rodeada por uma mancha florestal deslumbrante e o mais certo é encontrar o Senhor Manuel Barbosa, que gere este espaço desde 1 de Maio de 2011, apesar de estar ligado ao sector da restauração há muitos anos. Como entrada e nos dias mais frescos, uma sopa de tomate e cebola ou uma açorda madeirense, com umas fatias de pão caseiro confeccionado no forno a lenha do restaurante, aconchegam o estômago e aquecem o corpo. Nos pratos principais, a truta recheada, com batata cozida à moda do Chão da Ribeira e salada, uma espetada em espeto de louro, um entrecosto e por encomenda, um cozido, são especialidades que certamente deixar-se-á tentar. E porque o Seixal é terra de vinho, pode apreciar o vinho de mesa Terras d’ Avô branco ou tinto. A finalizar, o conhecido e apetecível pudim de maracujá. Integrado numa área agrícola de eleição, as hortícolas e as ervas aromáticas usadas na cozinha do Laurissilva, são de origem local, algumas vindas até de um terreno contíguo ao restaurante, como por exemplo a segurelha, a couve, a semilha, a batata doce, a alface, entre outros. A própria truta é capturada ali bem perto, o que comprova que aquilo que se degusta neste restaurante, é da mais elevada frescura e genuinidade, tal como o Chão da Ribeira é e sempre foi. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!