Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"Ao seu lar"

por Agricultando, em 14.10.07

Este texto foi publicado no dia 14 de Outubro de 2007, na revista "Mais" do Diário de Notícias. O DN foi alvo de remodelação gráfica e de conteúdos desde o dia 11 de Outubro, data em que este jornal celebrou 131 anos de existência e por isso a partir desta data, a revista onde o "Agricultando" é publicado, apareceu com novo grafismo. A "Ao Seu Lar" é uma empresa de inserção social, criada pela Casa do Povo da Ilha (Concelho de Santana), que vai possibilitar a criação de 15 novos postos de trabalho, na área de prestação de serviços agrícolas e de limpeza doméstica, bem como na elaboração de produtos transformados do limão, como o concentrado, o licor e a ponchilha (Poncha da Ilha).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18

Os prazeres da sidra

por Agricultando, em 14.10.07

Este texto foi publicado no dia 23 de Setembro de 2007, na Revista do Diário de Notícias. Desde sempre, a sidra é produzida na Madeira, a partir de pêros (maçãs) de diversas variedades regionais com excelentes características para transformação e frutos que não são consumidos em fresco, por não terem valor comercial, mas que são aproveitados para este fim. Existem outras freguesias, que tradicionalmente produzem sidra, como a Camacha, o Santo da Serra e Machico. Realço aqui a produção industrial de sidra na Quinta Pedagógica dos Prazeres (Concelho da Calheta), iniciada em 2006, com orientação técnica por parte da Direcção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, através da Engenheira Regina Pereira. Esta parceria público/privada tem como meta, ajudar a escoar o pêro da zona Oeste da Madeira, nomeadamente o das freguesias dos Prazeres, Fajã da Ovelha e Ponta do Pargo. A Madeira é a única região do país, que utiliza os pêros para transformá-los em sidra, sendo que muitos dos nossos turistas ingleses, franceses e alemães são apreciadores e conhecedores desta bebida de baixo teor alcoólico, muito saborosa, refrescante e diurética. A Quinta Pedagógica surgiu em Outubro de 2000, fruto da ideia e persistência do Pe. Rui Sousa, em transformar os terrenos pertencentes à paróquia, num espaço didáctico e pedagógico a nível frutícola, hortícola e animal. Tem um núcleo de confecção de compotas e secagem de folhas de ervas e plantas com uso medicinal, para comercializar chá, um espaço multimédia e um lagar comunitário, onde se produz a sidra. Concretiza no decorrer do ano, diversas actividades, como por exemplo: a "Bênção dos Animais" em Janeiro, O "Leilão de Galos" em Junho, a "Mostra da Debulha do Trigo ao Vivo" em Julho e a “Mostra da Sidra” em Setembro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15

Pêro da Ponta do Pargo em festa

por Agricultando, em 14.10.07

Este texto foi publicado no dia 9 de Setembro de 2007, na Revista do Diário de Notícias, uma semana antes da realização da XXIII Festa do Pêro, que decorreu na freguesia da Ponta do Pargo (Concelho da Calheta), nos dias 15 e 16 de Setembro. Aqui fica um excerto: "O Pêro da Ponta do Pargo é conhecido pelo seu aroma inconfundível e muito agradável, sendo que a sua polpa é de sabor único e de textura ligeiramente farinhenta. (...) Já o Engenheiro Joaquim Vieira Natividade (1899-1968), ilustre agrónomo e silvicultor, natural de Alcobaça, considerado o ‘pai’ da fruticultura contemporânea portuguesa, nos seus diversos escritos sobre os produtos agrícolas madeirenses, destacava sempre as características singulares do Pêro da Ponta do Pargo, tendo mesmo afirmado que “... Aqui [referindo-se à Ponta do Pargo] deve ter tido origem a maçã de mais valimento, do ponto de vista comercial, da série infindável dos peros madeirenses, e que se encontra hoje mais ou menos disseminada por toda a Ilha: o pero ‘da Ponta do Pargo’ que tem uma variada sinonímia: ‘Rajado da Ponta do Pargo’, ‘Riscado’, ‘Da Josefa do Lombo’, etc., e que se distingue pelo belo colorido e atraente aspecto...” (in Fomento da Fruticultura na Madeira, 1947, pág. 80)."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07

A estreia

por Agricultando, em 14.10.07

Ao fim de 3 "agricultandos", entendi que era chegado o momento de criar um blogue. E aqui está ele. Aqui pode encontrar referências aos textos que já foram publicados desde 9 de Setembro de 2007 na revista de domingo do Diário de Notícias da Madeira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:01


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Outubro 2007

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!