Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Fajã dos Padres

por Agricultando, em 26.07.09

Este texto foi publicado no dia 26 de Julho de 2009, na revista "Mais" do Diário de Notícias. Em pleno Verão, em que muitos estão de férias e outros anseiam por esse tão desejado momento, nada melhor que uma sugestão para ocupar esses dias de lazer, contactando de perto com uma exuberante diversidade de frutos subtropicais. Localizada na costa sul da Madeira, a Fajã dos Padres encontra-se delimitada a norte e este pela freguesia da Quinta Grande, concelho de Câmara de Lobos, a oeste pela freguesia de Campanário (à qual pertence), concelho da Ribeira Brava e a sul pelo oceano. Para chegar lá, temos duas alternativas: marítima ou terrestre. Neste último itinerário, percorrida a via rápida até à saída do Cabo Girão/Quinta Grande e seguindo as placas indicadoras, atinge-se o fim de uma estrada local. De seguida, toma-se o elevador panorâmico que em quatro minutos, desce de uma altitude aproximada de 250 metros até à beira-mar, onde está situada esta "língua" de terra fértil. Aí, ao olhar-se por uns momentos para a imponente encosta e depois para o mar, sente-se uma estranha sensação de estar numa ilha encerrada no interior de uma "ilha maior". Abrigada da maioria dos ventos e favorecida por um excepcional microclima, a Fajã dos Padres tem uma área estimada em sete hectares. Ali existem pomares de mangueiro com duas dezenas de variedades diferentes, de abacateiro, um bananal e outras fruteiras dispersas ou em pequenas plantações como por exemplo, os maracujazeiros, as papaieiras, as pitangueiras, as goiabeiras, as figueiras, as tabaibeiras, entre outras. A vinha da casta "Malvasia Cândida" conduzida em pérgulas, é outra das culturas de destaque, sendo muito apreciado o Vinho Malvasia que lá se produz. Ao longo do ano, consoante as espécies agrícolas, o visitante pode contemplar as diversas etapas dos ciclos produtivos como o surgimento dos rebentos, a floração, o desenvolvimento e a maturação dos frutos e a sua colheita. É um mosaico de cores, perfumes e sabores que jamais esquecerá. No restaurante da Fajã dos Padres, além de contar com pratos de peixe fresco, é obrigatório provar as frutas produzidas neste lugar ou as tentadoras sobremesas, das quais realço, o cheesecake com cobertura de polpa de mango ou de pitanga, bem como os refrescantes sumos naturais. O "Elucidário Madeirense" do Pe. Fernando Augusto da Silva e Carlos Azevedo de Meneses, refere que esta fajã “(...) pertenceu noutras épocas aos padres da Companhia de Jesus” e que dali “vinha outrora o melhor vinho malvasia produzido na ilha, cultivando-se também ali o sercial e outras castas de vinha de excelente qualidade”, acrescentando-se que nesse tempo, viveram 50 pessoas naquela localidade. No presente, amigo leitor, está ao seu alcance desfrutar desse ambiente paradisíaco e imaginar como seria a vida dos seus primeiros habitantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:12



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Número de visitas | Desde 14 de Outubro de 2007

80.000 visitas alcançadas a 9.4.2015!